oi =}

"Não cobiço nem disputo os teus olhos, não estou sequer à espera que me deixes ver através dos teus olhos, nem sei tão pouco se quero ver o que vêem e do modo como vêem os teus olhos. Nada do que possas ver me levará a ver e a pensar contigo se eu não for capaz de aprender a ver pelos meus olhos e a pensar comigo.
"
(Iniciação - Ademar Santos)

31 de dezembro de 2009

Clichê.

"Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça..." (Mário Quintana)

E não é?

Quero desejar um "Feliz Ano Novo" através de um texto que eu gosto pracaramba.

Lê aí que depois farei as considerações...=p

"Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.

É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.

Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

(Autoria atribuída a Luís Fernando Veríssimo, mas que ele mesmo diz ser de Sarah Westphal Batista da Silva, em sua coluna do dia 31 de março de 2005 do jornal O Globo)


Então...

A vida apenas continua, mas temos a possibilidade de pensar que hoje é mais um último dia... que aproveitemos isso!

Não quase se forme, não quase se apaixone, não quase consiga.
Não fique em cima do muro, tome partido.
Termine coisas inacabadas, comece coisas com propósito.
Faça planos e execute.
Dê sentido.

Não seja QUASE em 2010!

O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR. (Pv 16:1)
Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do SENHOR permanecerá. (Pv 19:21)

24 de dezembro de 2009

Sem paciência pra ser mulher

Não.
Não tenho paciência.

Apesar de parecer fresca, vaidosa e metida a única coisa dessas três que pode até ser que seja verdade é o metida, afinal, não sou de proveta. Êe! (¬¬°)

Entende-se "ser mulher" como "fazer coisas de mulheres."

Fazer unhas.
Odeio. Lixar então? Aaah. Eu me arrepio, é agoniante.
Só com muita insistência da minha mãe e quando eu vejo que tenho que ser feminina. Aí no final, apesar do processo ser todo chato, fica uma coisa bonita. S
e fosse só um "unhas rosa!" e Pu! acontecer, seria ótimo.

Fazer compras
Odeio.
Gosto de ter coisas novas , claro, mas adquiri-las é outra coisa.
Até faço sacrifícios , as vezes, o que me leva a fazer um post como esse.

Ir ao cabeleireiro
Conto nos dedos as vezes que fui, de uma só mão.
Fico com dor de cabeça e é muita frescura rolando lá.
De mulheres e homens, ou "homens".

Ser sensível a todo momento
Não. Você não vai me fazer chorar colocando um filme romântico, nem falando coisas bonitas, nem nada, só me irritando.

Conversar sobre tratamentos de cabelo
Não sei diferenciar nada. nem quero saber.
Quando eu ficar velha e meus cachos não combinarem mais com meu rosto de bebê (já que os pedreiros dizem) aí eu penso sobre o assunto.

E nem digam que tá parecendo mais preguiça do que realmente não gostar de fazer, é até verdade, mas não digam.

E nem digam que sou relaxada, minha mãe diz que sou, mas não digam.

Pelo menos pareço fresca, engano direitinho.

17 de dezembro de 2009

"Criticar, todos sabem." (Schrevelius)

"Se você aponta o erro com ardente desejo de corrigí-lo, você estará agindo bem. Por outro lado, se agir comandado pelo senso de crítica e injúria, você estará cometendo um pecado, mesmo que seja verdade." (Nitiren Daishonin)

A crítica pode ser um filtro.
Receber algo com crítica faz com que a pessoa seja racional e não seja atingida, não absorva, qualquer coisa por aí.

Sou uma pessoa crítica.
Estou cercada de pessoas críticas, algumas bem mais q eu, o que é um saco.
O ideal seria a moderação, mas nem sempre é assim.

Pessoas extremamente críticas se acham, e dizer que não se acham, são.
Não conseguem dar ouvidos a algo.
Essas pessoas acreditam que só elas estão corretas e o que foge do seu controle ou entendimento é criticado, detonado, julgado.

Elas acusam, destroem alguém, atingem mesmo, as vezes propositalmente para que sua opinião seja aceita, acham que só o que fazem tem valor e se acham mais dignas do que outras, mais capazes e mais fortes.
Não medem palavras, as vezes voltam atrás, mas palavras ditas, foram ditas.

Eu odeio isso!
mas acho que fico mais triste do que sinto ódio.

Tenho medo de parecer assim.
Mesmo não sendo como essas pessoas, mas para alguns posso parecer, quem sabe...
As vezes falo como se eu fosse a dona da Verdade, não sou, mas conheço.

Conhecer a Verdade ou dizer que conhece pode parecer pretensão.
mas, nem é.

A Verdade me põe esse filtro.
Talvez não seja crítica, pq a própria origem da palavra vem de "julgar" o que não é o adequado.

As pessoas não conhecem meu coração, por mais próxima que seja.
E eu não conheço o coração das pessoas pra saber qual a intenção de tudo isso.
Ainda bem que Deus me sonda e me conhece.
Assim não preciso me preocupar com o que essas pessoas dizem, apesar de doer, porque sei que não sou como dizem.

Não admito que seja cuidado, que seja crítica construtiva.
Tem gente que põe desculpa nisso pra tentar se sobressair e ainda sair como o bom da situação.
A sabedoria não está em falar palavras que acabem com alguém, está em como saber resolver a situação.
A sabedoria não está em causar medo, ser sábio é ser brando.

Quem ama, toma cuidado, não pisa em cima pra depois cuidar.
E se vier, de alguma forma, a machucar não vai querer mais uma oportunidade pra poder fazer isso, vai desejar que nunca mais aconteça.
..........................

Sinto vontade de postar sempre aqui, mas eu queria que tivesse um aparelho que convertesse o que eu penso em texto. Seria ótimo.


(Boa parte desse post já tava arquivada)

8 de dezembro de 2009

NÓS

Estava eu lá, no meu ônibus de cada dia, sem nada pra fazer.
Pego uma liga amarela (sim. aquela elástica que a gente usa pra jogar nas pessoas) ,
arrebento e começo a dar vários nós nela.

Depois que não tem mais espaço para outro nó, pego a liga com todos os nós e dou nós nos próprios nós, vou fazendo isso até fazer uma bolinha cheia de nós.
Isso tudo enquanto o cara do meu lado ficava olhando pra minha mão dando todos aqules nós e pra minha cara, com um quê de: "que porcaria é essa?

A bolinha ainda estava alí cheia de nós e eu ainda tinha muito tempo no ônibus.
Resolvi fazer o caminho inverso, agora era hora de desfazer os nós.
Fui desfazendo.
As vezes um nó tava frouxo, o que era fácil pra ser desfeito, mas as vezes tava muito forte, o que fazia com que a liga rasgasse.
Ao final estavam apenas vários pedaços da liga.
A liga não era mais aquela liga do início, ela estava arrebentada, só pedaços.

É assim mesmo.
Nó atrás de nó.
Um atrás do outro.
Dentro dos próprios nós, outros nós.
Quando chega um tempo que cada nó deve ser desfeito
Vão se desfazendo...
Mesmo que seja com cuidado,
mesmo que seja devagar,
não ficará a mesma coisa de antes
Serão só pedaços, quebrados.

4 de dezembro de 2009

Raiz dos males

É um poblema.
Pra falar a verdade, a falta dele é um problema.

Não trás felicidade.
Mas a falta dele pode ser o que faz muita gente triste.

Tem gente que mata por ele
tem gente que se mata por falta dele
Tem gente que quer que o outro morra por causa dele

Tem gente que consegue as coisas por ter
Tem gente que é desprezado por não ter

Tem gente que tem objetivo de ter muito
Tem gente que só quer sobreviver
tem gente que faz voto pra não ter

Tem gente que trabalha pra ganhar
Tem gente que fica sentado e é sorteado!

Aquele pedaço de papel retangular de cores diversas, que fede.
Todo mundo quer.

O dinheiro em si não é ruim.
O amor ao dinheiro que é.
E quem ama o dinheiro?
As pessoas.

As pessoas, como sempre, estragam tudo.

.Tchau.

29 de novembro de 2009

Conselho

Quando tudo tá um saco,
quando a lei de murphy impera,
quando você quiser gritar e mandar tudo à merda,
quando você não suportar ouvir uma voz,
quando o que você não queria que acontecesse acontecer,
quando você não estiver a fim de falar e te fizerem mil perguntas,
quando você pensar no futuro e vier um "?" na sua cabeça,
quando ninguém lhe entender,
quando fizerem você chorar,
quando te chamarem de egoísta,
quando você acha que egoísta são os outros,
quando você olha em volta e não consegue ver nada decente,
quando você estiver engasgado de raiva,
quando tudo parece impossível...

Calma.
Respira fundo.
Paciência.
Finja que é surdo.
Fique calado.

E Lembre:

"Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?"
(Lucas 12:25 - NVI)

Preocupações não levam a nada a não ser que haja algo a ser feito, e na maioria dos casos preocupações são apenas estresses e ansiedades.

Deus é Deus.
Mesmo você sendo um tremendo de um mal agradecido ele cuida de ti.
Bem mais do que mereces, alias, nem mereces.

Então:

"Lancem sobre Ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês. "
(1 Pd 5:7 - NVI)

Fazendo isso pode até passar por umas poucas e boas, mas você vai ter confiança em alguém que tem uma vontade totalmente boa, perfeita e agradável.
Tem coisa melhor?

Então fique na sua e para de reclamar!

Lembra:

"Façam tudo sem queixas nem discussões, para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida."
(Filipenses 2:14-16a - NVI)


Isso é um conselho meu que estou dando a mim mesma.
Feliz se a carapuça serviu.

Obrigada.

21 de novembro de 2009

Melancólico, Fleumático, Colérico ou Sanguíneo?

Sabes o teu temperamento?

Resumidamente... "Temperamento é aquilo que chamamos de meu jeito de ser… "

Os temperamentos, segundo alguns pesquisadores já tem definição, estudo, análise, sei lá, tanto tempo que é possível encontrar na bíblia, no livro profético de Ezequiel uma divisão de temperamento: leão, boi, homem e águia.

Como eu ainda não li Ezequiel detalhadamente não tenho muito o que dizer disso. Mas é interessante a divisão que achei, vou até prestar atenção já que meu programa de ler a bíblia em um ano diz que devo estar em Ezequiel agora.

Homem- Esta face fala da mente, razão, afeições,e todas as coisas que envolvem a natureza humana.

Leão- O leão sempre foi reconhecido como forte, feroz, e majestoso. Ele é o rei dos animais.

Boi- O boi é reconhecido como um animal que trabalha pacientemente para seu dono. Ele é forte, podendo carregar um urso, e conhece o seu dono.

Águia - Como um anjo, este pássaro voa acima das tempestades, enquanto abaixo delas existem tristezas, perigos, e angústias. Um pássaro ligeiro e poderoso, elegante, incansável.

Depois, os filófofos fizeram outras atribuições:
Artesão, Guardião, Idealista e Racional (Platão)

Artesão
São facilmente identificados por terem autoconfiança, iniciativa, otimismo e carisma. Geralmente os artesãos gostam de estar no centro das atenções, são expressivos e comunicativos.

Guardião
Fazem parte dele as pessoas protetoras, que tomam conta da família, amigos, até mesmo de um país. Eles são conservadores, preocupam-se em manter as relações e a estabilidade. Seguem as regras, respeitam os estatutos e leis de países e instituições. A eficiência dos guardiães aparece na hora de dar ordens, supervisionar o trabalho das pessoas e cobrando resultados.

Idealistas
As pessoas preocupadas com o bem-estar alheio, seja espiritual ou materialmente, são a maioria nesse grupo. Além de defenderem a paz, a justiça e a liberdade, lutam por causas políticas e sociais. Muitas vezes, o idealista não é bem compreendido pela família ou pela escola por ter idéias diferentes. Eles são bons para falar e têm bons relacionamentos.

Racionais
Os racionais são o tipo mais raro, não chegam a representar 7% da população mundial. Eles são especialistas em desenvolvimento de máquinas, motores, instrumentos, computadores e tudo ligado à tecnologia. Extremamente racionais, têm uma eficiente inteligência estratégica que os leva a encontrar os melhores métodos e caminhos para alcançarem suas metas. São curiosos, gostam de pesquisar e sempre querem adquirir mais conhecimento. Geralmente são calmos.

Hedonista, Proprietário, Ético e Dialético (Aristóteles)
Fiquei com preguiça de procurar. Se quiser saber, procura. =P

E os mais famosos:

Melancólico

É um temperamento analítico, abnegado, bem dotado e perfeccionista. Isto o faz admirar as belas artes. É introvertido por natureza. Mas as vezes é levado por seu ânimo a ser extrovertido. Outras vezes enclausura-se como caramujo, chegando a ser hostil. É amigo fiel, mas não faz amigo facilmente, por ser desconfiado. Tem habilidade de analisar os perigos que o envolve. Força-se a sofrer e sempre escolhe uma vocação difícil, que envolva grande sacrifício pessoal. Muitos dos grandes gênios do mundo, artistas, músicos, inventores, filósofos, educadores e teóricos, eram melancólicos. Podemos ver estas características em personagens bíblicos de projeção como, Moisés, Elias, Salomão, o apóstolo João e muitos outros.

Vejamos suas forças e fraquezas:

Forças: Habilidoso, delicado, leal, idealista e minuncioso…

Fraquezas: Egoísta, amuado, pessimista, confuso, antisocial e vingativo…

Problemas causados: Espera muito das pessoas, em troca do que faz. Intromete-se onde não deve, gasta tempo com o que não deve, atrapalhando seu serviço, tem aversão as pessoas que tem ponto de vista diferente, entra em atrito com as pessoas que se opõe ao seu caminhar.


Fleumático

O fleumático, geralmente é calmo, frio, equilibrado e por isso a vida para ele é feliz e descompromissada; raramente explode em risos ou em raiva, conseguem fazer os outros rirem, mas ele mesmo não solta um sorriso sequer; sempre diz: “alguém devia fazer alguma coisa”, mas ele não faz. Porém é habilidoso para promover paz e conciliação.

Forças: É calmo, tranqüilo, cumpridor dos deveres, líder, imperturbável, para ele é fácil ouvir os outros em seus problemas, o que é difícil para o sangüíneo e colérico, trabalha bem sob pressão, por isso cumpre suas obrigações e gosta de cumprir horários.

Fraquezas: É um tipo de pessoa calculista, desmotivada. É muito pretensiosa, desconfiada, e isto a afasta dos outros. É pessoa indecisa nas suas decisões e temerosa. Esse tipo de pessoa é muito castigada pelo seu egoísmo.

Problemas causados: Através das suas piadas não se esforça para realizar suas tarefas em ritmo satisfatório.

Colérico

É um temperamento ardente, vivaz, ativo, prático e voluntarioso. Por ser decidido e teimoso, torna-se auto-suficiente e muito independente. Por ser ativo, estimula os que estão ao seu redor, não cede sobre pressões. Possui uma firmeza no que faz, o que o faz freqüentemente obter sucesso. Não é dado as emoções, por ser pouco analista, não vê as armadilhas na sua trajetória. Muitos líderes mundiais e grandes generais foram coléricos.

Forças: É otimista, enérgico, prático, líder, audacioso, autodisciplinado e autodeterminado, não tem medo de situações difíceis nem de grandes desafios, estes o estimulam ainda mais, é alguém de objetivos e por isso a dificuldade não o esmorece…

Fraquezas: Ira, impetuosidade, autosuficiência, é vingativo e amargo, por isso tem tendência ter úlcera antes dos 40 anos, muitas vezes falará coisas cruéis, sarcásticas e mordazes (ofensas grosseiras e refinadas), embora seja de fato capaz, sua arrogância tende causar antipatia nos outros temperamentos…

Problemas causados: Torna-se exigente com os seus, é uma pessoa de muitos argumentos, impiedoso nas decisões, ausência de bondade, cria padrões difíceis de serem alcançados, utiliza-se das situações.

Sanguíneo

Quando se fala do temperamento sanguíneo, se fala de “sangue quente”, de vivacidade. É um temperamento eufórico, vigoroso, que vive o presente, esquece facilmente o passado e não pensa muito no futuro. Traz em si otimismo e por isso crê, mesmo em meio às adversidades.

Forças: Sempre tem amigos, é divertido e contagia os outros, compreensivo e por isso bom companheiro, simpático, destacado e entusiasta e por isso líder…

Fraquezas: É agitado e turbulento, desorganizado, pulsilânime (fraco de ânimo), adora agradar, começa as coisas e não termina, é egoísta e cada vez mais tende a falar muito de si mesmo e de suas qualidades e feitos, tende a desculpar-se sempre de suas fraquezas…


Bom. Eu sou melancólica 28% . Quase tendendo pra ser fleumática 26% .Com 22, alguma coisa% dos outros dois.

Achei bacana porque é algo que dá pra se identificar realmente, e tem fundamento, não é como esses testes de revista capricho.

Quer saber o seu? Faça o teste! Aqui!

Fontes:

http://blog.cancaonova.com/saopaulo/2007/04/28/temperamento-melancolico/

http://www.jesusnet.org.br/tabernaculo/querub.htm

http://www.universia.com.br/noticia/materia_clipping.jsp?not=33131



14 de novembro de 2009

Sintaxe à Vontade!!!

"Sem horas e sem dores, respeitável público pagão, a partir de sempre toda cura pertence a nós.
Toda resposta e dúvida, todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser.

Todo verbo é livre para ser direto e indireto, nenhum predicado será prejudicado, nem tampouco a vírgula, nem a crase nem a frase e ponto final!

Afinal, a má gramática da vida nos põe entre pausas, entre vírgulas, e estar entre vírgulas pode ser aposto, e eu aposto o oposto que vou cativar a todos sendo apenas um sujeito simples. Um sujeito e sua oração, sua pressa, sua prece, que enxerguemos o fato de termos acessórios para nossa oração.

Separados ou adjuntos, nominais ou não, façamos parte do contexto da crônica e de todas as capas de edição especial, sejamos também o anúncio da contra-capa, mas ser a capa e ser contra-capa é a beleza da contradição, é negar a si mesmo, e negar a si mesmo pode ser também encontrar-se com Deus, com o teu Deus..."

"Enquanto houver você do outro lado aqui do outro eu consigo me orientar. A cena repete a cena se inverte enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar"

"Pra falar verdade, às vezes minto, tentando ser metade do inteiro que eu sinto, pra dizer, às vezes,o que, às vezes não digo sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo.
Tanto faz não satisfaz o que preciso, além do mais, quem busca nunca é indeciso.
Eu busquei quem sou; você pra mim, mostrou que eu não sou sozinha nesse mundo."

"Teu sorriso eu vou deixar na estante para eu ter um dia melhor, tua água eu vou buscar na fonte teu passo eu já sei de cor. Sei nosso primeiro abraço, sei nossa primeira dor, sei tua manhã mais bonita, nossa casinha de cobertor"

"Os opostos se distraem e os dispostos se atraem"

"Quero teu sonho visível da pedra mais alta, quero gotas pequenas molhando a pedra mais alta
Quero a música rara o som doce choroso da flauta, quero você inteira em minha metade de volta"

"Vai dizer que nossas preces não alcançaram o céu?
Coração, que ainda vem me perguntar o que aconteceu, conta se seu rosto por acaso ainda tem o gosto meu"

"O dia do prato chegou é quando eu encontro você nem me lembro o que foi diferente!
Mas assim como veio acabou e quando eu penso em você choro café e você chora leite"

"Iria só até o fim, daria tudo e mais um pouco de mim. Separa um tanto que o outro eu te dou
Separa a chuva pra continuar flor!"

"Cruz... na parede e no púlpito, nas nossas costas de súbito, pesadas pra se carregar.
Porta... abre e fecha o caminho, o balaio eu carrego sozinho e ilumino esta cruz com meu jeito de andar..."

Essas frases são de músicas do O Teatro Mágico.
"Pra dizer, às vezes, o que, às vezes, não digo", que está no topo deste blog é de uma das músicas, Cuida de mim.

Conheci O Teatro Mágico quando estava assistindo algum vídeo no youtube, e vi um comentário sobre o grupo, achei interessante e procurei sobre.

A 1ª música que ouvi foi O anjo mais velho.
Achei perfeita.
Depois ouvi Realejo e depois ouvi todas.
Quando estava ouvindo todas, encontrei Cuida de mim.
Apaixonei.
Ainda mais que na época ela dizia tudo o que eu queria falar pra alguém, pra um alguém.
Na mesma hora coloquei o vídeo no orkut. Dia 29/06/2008 . xD
Depois descobri o site e baixei tudo, tudo de música que tinha lá. Mais do que tinha lá, pq lá tem 2 CDS e eu tenho 4 baixados =O
Sabe quando você descobre algo tão legal que fica um dia tentando descobri tudo sobre isso?
Foi assim.

Admirei-me porque não costumo gostar de mais de 2 músicas de grupos atuais.
E tirando legião urbana, o safo do Renato Russo, não tinha tantos interesses em músicas de um só grupo, ou de uma só pessoa, de mais de um CD.
Engenheiros e paralamas eu também gosto, mas não é como Renato Russo que é praticamente um "sei decorado tudo ou pelo menos uma parte" de todas as músicas, de todos os Cds, até o italiano, mas canto errado.

Teatro mágico achei tão acima do que se vê, letras boas, violão, que achei lindo, músicas perfeitas.

Digo isso tudo porque eles estarão aqui amanhã, 15 de novembro, e eu quero ir *-*
É de graça, o que me faz ficar mais feliz.
=D

10 de novembro de 2009

Um post na doida

Aaah. Tenho tanta coisa pra colocar aqui que acabo não colocando nada.

Nessa semana pensei em escrever sobre muitas coisas.
Pensei em escrever sobre pessoas com mesmo propósito e mentes diferentes,
sobre negócios e sobre conquistas.

Não escrevi sobre nada, tudo que tinha em mente passou e eu agora não sei sobre o que escrevo.

Então pensei em escrever agora sobre momentos. Mas isso é tão vago e vasto!

Pois é...
E agora?
Ok. Vou brincar de "me lembra" sozinha.

E agora?" me lembra poesia
Poesia me lembra que tenho um livro pra diagramar
Diagramar me lembra que tenho que aprender in Design de verdade
In Design me lembra que o Corel é muito útil nesses momentos
Corel me lembra outro trabalho
ouro trabalho me lembra 2 outros trabalhos que ainda não fiz
"Trabalhos que ainda não fiz" me lembra a UEPA
UEPA me lembra o CCNT
CCNT me lembra Design
Design me lembra "E agora?"

Poxa. terminou.

Agora quero esclarecer algumas coisas aqui. Que talvez não entendam direito quando eu cito (quem acompanha este blog...)

Eu amo meu curso!

Não sou uma frustrada que não sabe o que quer da vida.

Acho chato quando perguntam pro meu irmão que curso ele faz, ele responde:
- Engenharia da Computação.

E todo mundo:
-Nooossa! Que legal! boa área, blá blá blá

E Quando perguntam pra mim qual é meu curso e eu respondo Design, aí a pessoa responde.
-Hum. Ah tá...

É chato. E isso sim, é frustrante.
Sabe quando você gosta de algo que ninguém dá valor?

Mas eu relevo. E procuro pensar que seja apenas ignorância.

Não vou falar o que é design.
É um saco explicar.
E não sei explicar.

Mas design não é desenho, não é simplesmente arte, nem simplesmente moda, não é luxo, nem sinônimo de pobreza, não é só estética, não é mexer no corel e photoshop, não é aquilo que se aprende num curso de 4 anos, muito menos em um de 4 meses.

Não me dê folha em branco e diga: Desenhe.
não me dê um papel com um desenho e diga: Pinte
Não me dê um computador e diga: organize, ou "é só pra passar praí"
E nem me diga: "Aaah. Você faz design, você tem jeito com trabalhos manuais"

Eu não vou te bater, mas com certeza imaginarei a cena.

Muitos dizem pra eu fazer um curso com mais força.
Muitos querem sair do estado pra ter chance.

Mas eu só quero fazer o eu gosto e que não seja fútil aos olhos dos outros.
Quero que respeitem e valorizem o que faço, como qualquer pessoa.
Quero que não menosprezem meu serviço com um "mas tá muito caro 35 reais! , o cara alí faz por 5".
Por causa desse cara idiota que faz por 5 que temos problemas.
Do fundo do coração, desejo que todos os designer, micreiros e aspirantes parem de ser idiotas.

Obrigada.

Desabafo, perceberam?

30 de outubro de 2009

O que te impede?

Medo?
Preguiça?
Valores?
Timidez?
Outras pessoas?
Todas as coisas juntas?

O medo é bom, as vezes.
Tenho medo de morrer com dor.
Morrer atropelada, deve ser agoniante, as coisas estão doendo e tem um monte de gente besta ao redor com cara de susto.
Isso me faz ser cautelosa ao atravesar a rua.

Tenho medo de não conseguir o que quero.
O que me faz tentar fazer algo pra conseguir o que quero.

Tenho medo da consequência dos meus erros.
Não acho que erro muito em tudo, acho que erro sempre nas mesmas coisas.
Errar é humano, persistir no erro é idiotisse.
Sou idiota.

O que eu não faço por medo?
Não fiz algumas coisas que poderia me submeter ao ridículo, mas acho que isso tem mais a ver com "outras pessoas".

Preguiça.
Não faço coisas por preguiça.
É.
Trabalhos por exemplo.
Mas a preguiça tem a ver com "não gosto de fazer isso e sou obrigada", ou "não gosto de fazer isso mas tenho que fazer pra conseguir o que quero mais tarde" ou "um corpo em repouso tende a permanecer em repouso", culpa da física.

Valores...
Ah. Os valores são um sacrifício.
Essas são as coisas que não faço por consciência de que é o melhor a ser feito, ou não feito.
E pra agradar ao que merece.

Não vou mentir, as vezes não quero, mas é isso mesmo.
Crucificar o Eu é uma parte legal pra deixar o orgulho de lado e no final nem dói e foi o melhor caminho.
Tá, dói sim, dói muito, mas no final foi o melhor caminho, talvez até o melhor caminho para a dor mais leve.

Timidez.
A timidez está diretamente relacionada com "outras pessoas".
Sou tímida, mas depende da pessoa.
Certas pessoas me travam, outras pessoas me deixam confortável demais.

O que não faço por timidez?
Coisas que gostaria de fazer com pessoas que não me sinto tímida. Ser bem mais eu.

Outras pessoas.
Essas "outras pessoas" ... Um saco!
Pra mim é uma mistura de valores com timidez.
Confesso que algumas coisas não faço ou não fiz mais por "outras pessoas" do que por valores.
Porque os valores dessas outras pessoas são os mesmos que os meus, mas as outras pessoas criticam a tudo e querem julgar como se você não tivesse esses valores, mas você tem.
Essa outras pessoas são responsáveis também pela timidez.

Sabe...
não concordo quando alguém diz que não tá nem aí pro que uma outra pessoa diz.
Pra mim todo mundo tá aí.
Uma coisa é viver em função da outra pessoa.
Outra coisa é ouvir a pessoa e viver por sua conta, o que é melhor.

Pessoa que vive pra criticar irrita demais. E não é nada de crítica construtiva, é destrutiva mesmo, esse é o propósito.
Pessoa que dá teco na sua vida enquanto a dela seria melhor se ela olhasse mais pra si do que pra você... dá vontade de bater.

Enfim.
Não fazemos coisas com diversos motivos.
No final acho que isso é a harmonia.
É isso que faz as coisas não saírem de um controle. Ter uma ordem.
Podemos ser livres mesmo tendo restrições, barreiras.
Isso mostra um pouco do que somos, do que é importante pra gente, em que damos valor.

Liberdade não é fazer o que quiser.
Liberdade é saber fazer, sentir-se livre.


"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda."
(Cecília Meireles.)

24 de outubro de 2009

Competição

É. A Vida é assim. Todo dia.
Não adianta dizer que não. Sempre foi assim e vai continuar sendo e a tendência é piorar.

É natural, não?
É uma seleção.

Todos competem. Somos preparados pra isso.
Quando estamos na escola não competimos diretamente com ninguém. Pelo menos ainda não temos muita a real noção disso.

Quando estamos perto do vestibular vemos que tem algumas pessoas que são amigos, mas concorrentes, pois disputam a mesma vaga. É, tem várias vagas, mas disputam por elas, por cada uma.
Se os dois passarem, ótimo, vão ser amigos de sala. Se só um passar, um se deu melhor, ganhou.


Ao entrar na faculdade, volta a ser a mesma coisa da escola. Mas claro, as crianças cresceram, estão mais espertas e mais competitivas, já ganharam, perderam, e não querem mais perder.
Claro. Ninguém gosta de perder.

No início tem a competição indireta, como sempre, mas quando vai chegando ao final do curso, os amigos de sala viram concorrentes certos.
Todos desempregados, procurando um lugar, todos com o mesmo conhecimento que a universidade deu, alguns fixaram mais, outros não fixaram muita coisa, alguns saíram do comum, outros ficaram só com aquilo que viram.
Tem os bons e os ruins.
A competição entre os bons, pra saber quem se dará melhor, ou é o melhor. Quanto melhor a pessoa é, mais a pessoa gosta de competir. E a competição entre os ruins, pra saber quem é o melhor.

Quando arranja um emprego a competição entra de novo em cena. Mas dessa vez nem precisa ser entre pessoas da mesma área, é geral.
Na verdade ela nunca saiu...

O meu curso é algo complicado.
Tudo que tem a ver com criação, criatividade, algo autoral, a competição é mais certa.
Não há espaço para todos.
Desde o início fomos ensinados assim, falando que o mercado de trabalho é concorrido, você tem que ser bom, ter algo a mais pra se destacar e tal.

Não to dizendo que competição é ruim.
É boa, é natural, mas existem as competições que não são saudáveis.
você é capaz de fazer tudo pra ser o melhor?
Esconde coisas pra ter uma chance a mais que o outro?
Guarda informações, conhecimento pra si e diz que não sabe?

Tenho medo disso.
Queria fazer só minha parte, sabe? Tento fazer.
Fazer o possível pra ser melhor do que posso ser, o meu máximo(clichê), mas tem tanta gente que passa a perna, fala mal, usa tantas formas pra prejudicar outra pessoa... Tento ignorar essas pessoas, mas elas irritam. E o pior, se dão bem.

A minha cara de orgulhosa, de pessoa nada humilde, me ajuda. É só me ver andando pela rua...
Se eu não tivesse essa cara seria mais besta do que sou.

E parece que não há mais espaço pra gente besta.

15 de outubro de 2009

1 ANO DE BLOG!!!

Hoje esse blog está completando 1 ano! *-*

E isso é uma vitória, porque já TIVE outros.
E agora estou aqui, pra fazer uma retrospectiva.

Primeiro gostaria de agradecer aos 14.722 (Google Adsense) ou 13.485 (Sitemeter) acessos.
Não sei ao certo o porque deles não serem iguais, mas vou pegar o de maior número =P

Média de 45 visitas diárias. Não é nada se comparado aos milhares de acessos de blogs por aí, mas pra um blog de 'opinião' (categoria que eu julgo ser) de uma pessoa que não faz nada de tão útil e que escreve o que lhe vem na cabeça, é legal.

Os Posts com maior número de acessos foram:
Sou Contra mesmo. Com 158 acessos no dia.
Gostei de falar um pouco do que sou contra e todo mundo acha normal, pelo menos a maioria, sei que falei bem pouco, menos do que realmente gostaria, mas falei a base pra minha opinião.

Como me conquistar em apenas 1.000 passos. Com 158 acessos também
Acha engraçado um post assim ser um dos mais acessados.? Mas se você for ver quanto de gente procura por "Como conquistar" no google... E nesse post um comentário anônimo que me deixou encucada.

Foi-se o tempo. Com 146 acessos.
Uma das minhas partes nostálgicas.

Serei Designer. Pergunte-me como. Com 126 acessos.
Preocupação e frustração comigo e com minha futura profissão.

Sempre fui animada. Com 124 acessos
Fotos que mostram minha empolgante animação quando criança.

Cartas que não entreguei. Com 117 acessos.
Cartas que resolvi mostrar pra todo mundo, menos pros que receberiam. Sei que as pessoas que deveriam receber já leram esse blog. Não sei se leram esse post.

Dia dos namorados (Que legal ¬¬°) Com 117 acessos
Raiva por não ter namorado pelo 19º ano seguido.

Então...
Foram 679 comentários em 86 postagens. Mais ou menos 8 comentários por post. Tá... 7,89.

Os posts mais comentados foram:

Que impressão você tem de outros estados. Com 26 comentários
Comentários rindo, concordando, me chamando de "ingnorante" e tal.

E o BBB9 começou. Com 25 comentários
Opiniões diferentes, que nada mudaram em minha opinião, até me inscrevi esse ano. HA!

Sou contra mesmo. Com 20 comentários
Nunca vi comentários tão imensos na vida.

Nesse dia internacional das mulheres...um viva aos homens. Com 20 comentários
Legal que não comentou nenhuma feminista.

Cartas que não entreguei. Com 20 comentários
HAHA. Esses comentários me fizeram rir. Meu pai e meu irmão comentaram. muito legal.

Então, com 8 postagens... o que me orgulho de ter postado?
Bom, fiz um post especial, de páscoa: Parte 1, 2 e 3.
Fiquei orgulhosa. Foram 208 acessos, contando os 3 dias. E o que mais gostei foi que pessoas que eu queria que lessem, leram. E comentários pessoais que ouvi.

O que ganhei com o blog?
1. Mais broncas do que eu já recebia. Porque to aqui concentrada, falam comigo e eu não ouço, aí depois só ouço as reclamações.

2. Elogios. Por incrível que pareça. Em momentos que não esperava. No casamento, ao abraçar o noivo e desejar felicidades, na igreja, na universidade por pessoa de outra turma, por orkut, twitter, msn, por pessoas do estágio, por professores de letra, jornalistas, até em casa recebi elogio!

3. 18 dólares, que algum dia, num futuro distante, receberei um cheque por isso.

4. Vontade de opinar mais do que já tinha.

5. Ganhei algumas pessoas bacanas, (pelo menos fiquei sabendo da existência) que eu gosto de graça, nem conheço, apenas leio seus blogs também.

O que perdi?
Acho que a única coisa que perdi foi tempo, o que eu tenho de sobra, então não posso dizer que perdi.

Perdi talvez conversas contando novidades ou falando pessoalmente de opiniões, já que ouvi algumas como: ah! já li no blog, ou no twitter.
mas isso fez outras conversas surgirem também: Vi no teu blog isso, isso e tal.
Aí surgiam conversas. Então nem perdi tanto assim.

Como você chegou a esse blog?
A maioria das pessoas chegam através do google. Fazendo alguma pesquisa.
Algumas pesquisas são muito interessantes, tipo:
"Filme de terror das cabeças assassinas"
"Como conquistar um garoto galinha que nem conhece"

O que me faz crer que as pessoas desabafam no google:
"Ele diz que quer casar mas não faz nada"
"nunca mais te cobrarei nada minha filha"

A maioria dos acessos vem do sudeste, claro, lá tá a maioria da população. A maioria de São Paulo, seguido por Minas.
Surpreendo-me com os acessos dos EUA, Portugal e Japão. E até gente do Acre e Roraima, sabia?

O que tenho a dizer de tudo isso?
Tão legal!
Eu adoro escrever.
Gosto mais de escrever do que de ler.

Quando era pequena, ao terminar de ler algum livro eu tinha que escrever, tinha que dar minha opinião, ou fazer uma alteração. Tanto que tem coisas que eu não sei qual é o verdadeiro final, ou se algumas histórias aconteceram, se eu apenas escrevi, ou se apenas pensei.

Não sei o que aconteceu com tudo. Não sei onde deixei, não sei se jogaram fora. Só sei que não tenho mais nada comigo. Só coisas de 5 anos atrás.

Isso aqui é quase a mesma coisa. A diferença de agora é que eu exteriorizo.

1 ANINHO!!!
Parabéns pra mim =D

6 de outubro de 2009

Ônibus

Responsável de 30 a 40% do meu tempo acordada esse lugar me faz passar por muitas e ruins poucas e boas.

Já teve épocas em que pegava 8 ônibus por dia.
faculdade-casa-estágio(2)-metade do caminho de casa-casa-academia-casa
Isso correspondia a 6 horas do meu precioso tempo. (na época eu era ocupada)

Não suportando, não especificamente o ritmo, mas os ônibus, a permanência neles, e a espera por eles, fui deixando de pegar 2 ônibus, aprendendo a caminhar por muitos quarteirões e largando algumas coisas, como a academia, que serviu pra algo bom, economizar a grana, pros futuros ônibus.

Moro longe, espero demais por ônibus e demoro demaaais neles. Se fosse apenas isso...
Claro que acontecem coisas nesse tempo que estou nesse adorável meio de transporte, e por isso falarei 10 situações que lembro envolvendo esse amado transporte coletivo:

1- Um palhaço entrar no ônibus (eles me estressam) e dizer: Só os bonitos vão responder "Bom dia", ok? Apontar pra mim e dizer: Você não, blz? É feia. (Galera olha) Eu respondo e ele: Convencida!

2- Doido entra com peixeira dentro do ônibus. Só descubro quando o ônibus tá cheio de policial.

3- Uma quase batida entre meu ônibus e um caminhão. Levando todas as mulheres a gritar loucamente, menos eu. Descobri que morro do coração, mas não grito.

4- Ônibus assaltado por 2 pirralhos, pediram dinheiro pra todo mundo, todo mundo foi assaltado, menos eu. Isso é bom, né? Aham. Claro. Adorei ser desprezível nesse dia.

5- Faltando 2 paradas pra eu descer, o motorista para o ônibus e vai andando por uma rua, até sumir. E todo mundo olhando pra trás com cara de: Ham?

6- Ônibus pega atalho e não passa pelo único ponto de referência que eu tinha. Fazendo com que eu tivesse duas escolhas: continuar perdida no ônibus ou descer com o carinha que disse: Eu sei onde é. Desce comigo que te mostro. Desci.

7- Pisar no vômito depois de ter arrebentado a sandália (tava descalça) e sair limpando meu pé em todo o ônibus.

8- Pegar ônibus estranho e colocar na cabeça que só iria descer quando encontrasse um lugar conhecido. Não encontrar nenhum lugar conhecido.

9- Cobrador descer para fazer uma ligação no orelhão, e eu única passageira. Passam 5 minutos, saio do ônibus mordida. O ônibus vai me acompanhando andando dizendo: Entra! Entra. E eu: Não vou entrar! E o motorista: Ah! Então vai andando! E sair voado.

10- Esperar 20 minutos, sozinha, no calor de 15 horas, trancada no ônibus porque o cobrador e o motorista pararam numa panificadora pra lanchar.


Deve ter algo escrito na minha testa, como "Sou idiota. Fique a vontade"

30 de setembro de 2009

Quanto tempo o tempo tem!

A última vez que olhei para o relógio foi as 3:30, e acordei as 5:35, finalmente com meu toque do Plantão da Globo.
Não tava com sono a noite toda, e tava deitada na cama.
Como se eu levantasse e viesse pro computador iriam me fazer perguntas, que eu odeio responder, fiquei lá com meus pensamentos e o meu celular.

Sempre quando penso muito e isso me atrapalha dormir pego o celular e o uso como bloco de nota, então saem coisas assim:

Anos. Alguns Anos...
já passou tanta coisa e tanta coisa não passou!
Aconteceu tanta coisa e nada aconteceu!
Quantos anos são necessários pra esquecer um rosto?
Quantos anos são suficientes pra encontrar algo igual?
Anos fazem detalhes desaparecerem e sentimentos sumirem, ou pelo menos fingimos que sumiram e continuamos a caminhada.
Anos distanciam...
Mesmo que a vontade exista. E é assim que perdemos coisas especiais.
Anos te fazem duvidar do que aconteceu.
Anos te convencem porque aconteceu.
Anos passam tão rápido!
Parece que foi ontem, mas tem tanto tempo!
E já se foi o tempo...
O tempo da falta, da saudade e da procura.
já foi suportada toda a dúvida, a raiva e a ignorância.
Restando apenas a liberdade e a única coisa que não acaba, mas esfria.
Esfria com o tempo.
Ah esse tempo!
Que passa tão depressa e parece que não passa.
Quando será que o tempo vai dizer que já é tempo, se há tempo pra tudo?
Se há tempo para tudo, e sei que há, porque ainda esse nada?

Dá pra entender?
Talvez só eu entenda.

26 de setembro de 2009

Sobre assassinos em série

Claro que eu não ganhei a promoção do post de baixo!
Mas agradeço a quem votou e pra dizer que tenho o SITEMETER. Ou seja, eu realmente sei se vocêalguém clicou na imagem ou não. Foram uns 5 cliques xD.

Mas a vida continua e por isso que eu quero falar de psicopatas, assassinos em série e essas pessoas estranhas que fazem essas coisas estranhas.

Essa série da SBT "O Mistério da Ilha" me lembrou dos filmes mais interessantes que assisti e com finais bem surpreendestes, pra época.

Tipo...
O protagonista ser o doido da história, ter dupla personalidade e acabar sendo o assassino. Eu acho legal. Não que eu goste desse tipo de pessoa ou que me identifique, mas é uma adrenalina.
Falaram uma vez no Fantástico que o nosso cérebro processa como se estivéssemos na situação. Então é legal ter aquela situação de "Caramba! Que loucura!" quando no filme a pessoa principal é o motivo de toda a desgraça.

Fico assustadíssima com filme de suspense, realmente meu coração fica estranho e quando o final é surpreendente ele continua assim por algum tempo.
O que me leva a ver cabelo grande em vez de toalha, pessoa em pé em vez de camisa pendurada e essas outras coisas que a nossa mente cria, nesse caso.

O que me levou a tirar todas as imitações de animais e pessoas (pelúcia, boneca...) de perto de mim e a colocar o Cascão grande que eu tinha na fundo da caixa abandonada num local que não entro com frequência, por não suportar ser olhos enormes me seguindo e rindo.

E o que me faz sonhar com filmes completos, que eu participo. Que eu já coloquei aqui

Então... assassinos em filme é legal. Aquele que você quer descobrir e tentar encontrar um porquê ou alguma ação que o condene.

Essa série do SBT me faz crer que o assassino é o mocinho, o noivo.
Acho que no 3° dia eu disse que seria ele por uma simples frase, que não lembro qual era, mas que vai ser usada na edição do último capítulo, quando revelarem, vocês vão ver =P . É a cena dos tiros no prato ;-)

O bacana nesses séries, filmes e tal é que tem aquelas pessoas fisicamente estranhas que de cara eliminamos por ser lógico. "não pode ser,porque tá na cara".
Se fóssemos aplicar isso pra realidade o cara que subiu hoje no ônibus não seria o assassino de nenhum filme, mas eu tenho certeza que ele é daquela forma porque já fez muita loucura por aí pq eu ainda o vi com dente, com o olho normal e com menos marcas pelo corpo.

Só pra dizer que eu acho legal e pra me indicarem filme do tipo. E de preferência colocar o link pra baixar? xD (Isso já é crime?)
E claro que o carinha John alguma coisa também é o assassino, até porque já mostraram isso, mas ele tem um ajudante. Ninguém é tão safo pra fazer aquilo tudo sozinho.
Duas mentes péssimas elaboram coisas péssimas com mais eficiência.

Não quero que nenhum engraçadinho que já assistiu ao final de O mistério da Ilha me conte, viu?! =P

16 de setembro de 2009

Porto de Galinhas... Eu te quero!

*-*

Ok. Ok. Ok
Sempre tem que explicar esses negócios de promoções. Mas sei lá. To sabendo disso há... 30 minutos? Porque não me falaram disso antes? Quer dizer... como que eu não li isso em algum lugar? =x

Só sei que é uma maneira pra divulgar Porto de Galinhas, e de uma forma bem divertida, diga-se de passagem, pegando alguns blogueiros legais e algumas pessoas normais. (ou não)

Porque eu quero ir para o Porto Cai na Rede?

Então... Quem sou eu pra ser a sortuda, previlegiada de conhecer Porto e ter contato com pessoas legais que eu leio diariamente e penso: Aaah. Eu quero ser assim quando crescer!

Ah. Mas eu tenho motivos!

1º Em outubro esse blog completa 1 aninho. Éeee. E eu trato essa coisa fofa aqui como um filhinho, sabe né? mesmo dando trabalho ou não sendo o que a gente espera, a gente ama. E o 1º aniversário tem que ser inesquecível.

2° O lugar mais longe que fui na minha vida foi pro centro da cidade.

3º Já perdi uma oportunidade de ir pra Porto de Galinhas porque não tinha dinheiro (Congresso da faculdade) e morri de inveja das atualizações de orkut com as fotos da praia. Quero causar inveja agora.

4º Nunca ganhei nada. Ok. já ganhei. Um livro.... de anotações. É frustrante abrir algo e não tá lá nada escrito... Mas a minha maior vitória foi receber uma carta do Google. Aham. To com mais de 10 dólares no adsense. (Ooooh!) Espero que daqui há 10 anos eu complete os 100 dólares.

5° To muito branca e segundo minha dermatologista preciso de exatos 4 dias pra me bronzear legal. Íncrível não?

Chama EU! o/

Então Galerinha querida! Preciso que vcs me ajudem a ir nessa!
É só clicar na imagem abaixo, colocar seu e mail e nome e mais algumas coisas rapidinhas e me ajudar. Tá? =D




14 de setembro de 2009

Signos e numerologia

As pessoas gostam de saber do futuro né?
Não só do futuro, mas gostam de saber o que são, o que são capazes de fazer, o que pode acontecer se agir de uma maneira, de outra...

Até porque acho que só essa curiosidade justifica os signos, numerologia, e essas outras coisas que existem pra tentar te definir.

Não vou mentir. Eu gosto dessas coisas. Não que eu acredite.... mas eu me interesso.
Algumas coisas realmente batem, mas eu vi uma vez uma matéria sobre isso de um ator que falava o que ele queria pra umas pessoas e elas entendiam de uma forma que parecia verdade.
Na reportagem até compararam o que o ator disse o que as pessoas disseram. Elas acrescentavam coisas que o ator não havia dito e falavam: ele disse que é assim, tal tal e é assim mesmo.
Ou seja, acho que a maneira que falam faz você supor que estão dizendo algo, mas você mesmo faz a sua interpretação e faz chegar naquilo que depois você diz: Caramba! É assim mesmo!

Tudo bem que uma vez eu tava fazendo faxina, organizando, jogando fora uns papéis e recebi uma msg no celular: Hoje é dia de se livrar de coisas velhas, como papéis.
Tomei um susto.
Mas poderia ser qualquer coisa. Se eu tivesse ódio de alguma coisa do passado por exemplo, poderia interpretar dessa maneira e eliminaria os papéis, que foram o que me prenderam no momento.

Hoje eu fui num site de numerologia, porque colocaram no twitter e eu fui ver e tal. O site é da irmã do Gugu xD

Muita coisa bateu, e muita coisa não bateu, como de costume.
Bateu o número de vida, claro, é quase tudo coisa boa.
Dizendo que sou especial e posso ter fama e sucesso porque tenho uma luz!
Quem não quer ouvir isso levanta a mão.

5 de setembro de 2009

Sobre Deus

Olá!
Eu tinha feito um post no gengibre sobre isto, mas não deu certo porque ele tá cortando umas palavras de repente, muito estranho.

Aí eu resolvi falar aqui porque eu nunca mais digitei tanta coisa pra vcs lêem.

Vcs devem estar com saudade né? (diz que sim)

Então... a luanamariz falou algumas coisas que eu fiquei pensando...

Aí eu senti a necessidade de falar sobre.
Sei que é um assunto difícil, mas eu gosto de falar sobre isso.

Sabe? Acho que as pessoas confundem as coisas.

Eu lembro de um tema de uma redação que eu fiz, no vestibular da UEPA, (esse mesmo, pro curso que eu faço, que eu fui a última colocada), que era: A ciência vai matar Deus?

Achei engraçado o tema.
Pq? Porque parece q ciência e Deus estão tão separados?
Se Deus existe, não tem como a sua criação matar o seu criador.
Se Ele fez a tudo, o tudo vai comprovar a sua existência.
Eu vejo assim. E eu consigo ver a manifestação Dele em tudo.

Outra coisa é que quando falam de Deus sempre metem religião no meio.
O que eu realmente não gosto, e infelizmente não tem como mudar isso.
Parece q tudo no mundo precisa de rótulo, de divisão, de algum conceito.

Acho que já coloquei aqui, que a única coisa que fala de religião na bíblia é dizendo que a religião pura e sem mácula e visitar viúva e órfãos e guardar-se incontaminado do mundo.
Apartir daí faça a sua conclusão.
E se você realmente quer obedecer e acredita mais do que essa parte na bíblia, leia.

Acredito, que o que atrapalha tudo não é Deus.
Mas antes d continuar falando é preciso esclarer de que deus eu falo.
E o q é deus pra vc, ou o que é o seu deus.

O meu deus, é Deus.
É o Deus, da Bíblia, o criador e mantenedor e salvador.

Ele não sou eu, e não é a força que é tudo.
Ele não é o sol, o mar, vaca, rato, ou algum tirano, ditador, sei lá o que, que quer que eu mate/morra pra ter um monte de mulher no paraíso, (no caso de homem, claro).
Ele é Um.
Espírito, carne e consolador.
Triuno.

Ele não foi apenas o Criador que criou e esqueceu o mundo. Apesar de acharmos muitas vezes que sim.
Eu realmente não vejo esse mundo podre q vivemos como prova da inexistência de Deus.

Sabe...
eu acho que devemos ser racionais, e dá pra acreditar em Deus sendo bem racional, e acreditando no sobrenatural, porque não?

Mas vem a famosa questão de fé.
E tem dois lados.
Ou vc acredita em Deus, tendo fé.
ou você acredita no que alguns homens evolucionistas dizem, que não existe, mas também pela fé.
Se pra você a razão é acreditar na evolução, na ciência (apesar de estar sendo usada errada, como já citei), como queira dizer, aí a razão passa a ser subjetiva.
Porque pra mim isso não é racional. Mas é a sua fé.

Sabe...
As pessoas falam muito de Deus e não sabem o que Ele é.
Eu não sei o q ele é na sua totalidade, e acho que nunca vou saber, até porque nem dá, mas conheço em parte, pelo que Ele manifesta, pelo q vejo e sim, também pelo q sinto.

No caso da áudio da luana...
Quando alguém fala q alguém precisa de Deus, eu posso ser contra ou a favor.
Depende da situação.

Pq se o deus q a pessoa precisa é o deus do "pare de sofrer", dê seu dinheiro e ganhe em dobro, seja feliz na terra, nunca mais tenha doença.
Vou ser contra. Pois Deus não é pra isso, apesar de poder fazer tudo isso, se Ele tiver afim.

Agora se for o Deus do "a paz que o mundo não dá", "a verdade que liberta", "o caminho, a verdade, a vida".
Eu sou a favor.

Se Deus não existe, não vejo motivo e sentido pra vida.
E se Ele existe... tudo fica claro!

A morte!

A morte pra mim confirma a existência de Deus.
Tudo deve confirmar.
Ela é tão misteriosa... o que vem depois dela?

Aí que eu penso; a vida é curta.
Vivemos o que? 60/70 anos? outros menos, outros mais...
mas depois ela chega.

Aí... Aí as pessoas querem dizer que Deus é bonzinho.
Sim! Deus é bom, claro que é.
Mas Deus também é justo.
Ele te dá a liberdade para acreditar nele, e para não acreditar.
mas pense... se Ele existe... ele cobrará e será justo.
Ele ama,te ama, me ama, mas se Ele existe, porque Ele vai te obrigar a ficar perto Dele se vc não quis durante a vida?

Cada um vai ter o que escolher. (Aí entra outras coisas predestinação e tal. mas eu acredito em liberdade e predestinação juntinhos, explicado pela soberania e tal)

Você pode não acreditar em Deus. Mas se Ele existe... o que vai ser de vc?

31 de agosto de 2009

EJC

Em homenagem a Mariah, que ao se despedir falou: "Faz um post sobre o EJC no teu blog!"

Então aqui vai o post falando sobre o EJC:

NÃO POSSO FALAR NADA! =)
;*


.
.
.
.

Ok. Mas vou falar sim. E falar literalmente. Ouve aí:


27 de agosto de 2009

Para aliviar a garganta...

...gengibre.



Resolvi fazer um para quem sabe contar coisas enormes que fiquem chatas para ler.
=)

Isso não quer dizer que serão legais se forem ouvidas.

Perfil no Gengibre : talivale



25 de agosto de 2009

Qual é a graça do twitter?

(via naosalvo)

Baseada na pergunta que mais estou ouvindo atualmente por conhecidos vou falar qual é a graça do twitter.
Resposta: NENHUMA.

O Twitter por si só não tem graça.

"What are you doing?" ¬¬°

O que tem graça são as pessoas que você segue. Elas, sim, têm graça.

Se você não gosta do twitter você segue pessoas chatas erradas.
E se você não tem twitter tá aí o motivo.
Mas Ó! Eu sou contra a orkutização do twitter. Então se for pra fazer do twitter um orkut, fica lá.

(Ok. Eu sei. já amei o orkut.
Ainda gosto dele. Ele é bem útil pra mim e eu posso mater contato. É bom pra pessoas conhecidas.)

Eu pretendo limitar o número de pessoas que sigo. Não quero que ultrapasse 100. Para que eu possa realmente seguir. Quando chega perto de 100, eu dou unfollow. Pra isso levo em conta quem tá há muito tempo sem twittar e quem tá mantendo o nível que eu gosto.
Vejo que com o tempo isso vai ficando mais difícil, porque ainda tem muitas pessoas estranhas divertidas pra eu seguir.

To no twitter por diversão #confesso , e de quebra ainda me informo.

Não lembro de quando eu fiz twitter, mas fiz por causa de uma pessoa (adivinha ¬¬°)
Durante algum tempo eu apenas lia o que ele twittava (que era uma vez na vida e outra na morte), depois eu resolvi fazer um.
Pra ter idéia eu nem sabia falar essa palavra "Twitter". Ninguém nunca tinha falado essa palavra perto de mim e eu nunca tinha escutado na TV xD

Há diversos tipo de pessoas no twitter: como os apaixonados, os que pensam que é chat, os famosos, e os que pensam que são engraçadinhos.

Eu não sou apaixonada, nem gosto de chat lá, ainda não sou famosa, e nem consigo ser engraçadinha.
Na verdade acho que o meu é um complemento desse blog. Então o que você achar que esse blog é, o meu twitter é.

Como já disse pra alguém, talvez pelo twitter. Gosto do twitter porque eu posso "falar" sozinha, mas alguém vai me "ouvir." Assim como aqui no blog.
A minha necessidade ,extrema de botar pra fora o que nem sempre saio falando por aí.


Se não existisse twitter isso aqui seria mais utilizado. ou não, 140 caracteres facilita muita coisa.

saiu uma pesquisa aí que diz que "40,55% , só isso? , são mensagens inúteis, conversas entre usuários (37,55%), “pass along value” (8,7%): nestas mensagens, os internautas reproduzem textos publicados por seus contatos (ou “retwittam”). auto-promoção fica em quarto lugar, com 5,85%, seguida por spam (3,75%) e notícias (3,6%). "


Sinceramente...
Sinto-me orgulhosa por fazer parte dos 40%.

18 de agosto de 2009

Acho que ela me ama

-Como eu tava mãe?
- Você estava linda minha filha. Tão bonita que eu nem te reconheci!

Acabando de acordar:
- Liguei o computador agora. Vai dormir!

Chegando da faculdade:
-Aaaaah. Já chegou? Tão cedo...
Em casa, a tarde:
- Quando é que tu vais procurar um estágio? Quero ficar no computador.

Depois de ver o Padre Não sei o que de Melo:
- Olha Talita. Bonito. Dá em cima dele!

Cantando a música "Entra na minha casa, entra na minha vira, mexe com minha estrutura, sara todas as feridas"
- Entra na minha casa, entra na minha vida, entra na minha rua, quebra minhas estruturas...

-O que achou do meu cabelo?
-Tá legal.
3 meses depois...
- Naquela vez lá a mulher acabou com teu cabelo!

- Vou me inscrever no BBB. Cita algumas qualidades minhas.
- Tu és uma boa pessoaa. (risos)
- Mãe. tem que ser o que a senhora acha, de verdade.
- Huuuum... Então eu não sei Talita!

-Mãe a senhora é doidinha.
-Que nada! Vocês que são... e pensam que eu sou normal!
-Ham?

Ela tá viciada em MSN. Eu vou ao banheiro e quando volto ela tá sentada com a telinha dela, olhando pra tela esperando a piscadinha de mensagem.
Quando eu to no meu, quando ela vê piscando: "É pra mim???"


12 de agosto de 2009

Homens no ônibus

Por favor,

Sei que vocês se acham o rei e querem todo o espaço do mundo pro "juninho" de vcs.
Mas eu quero me sentar direito no banco!!!

Um idiota, no ônibus, uma vez tava me espremendo.
olhei pra ele com um carão.
-To te apertando?
- Tá!
-Desculpa. (arredou um pouquinho)
- Continua apertado.
- Será que vc não tá gorda?
(Dei uma respirada forte, fingi que não ouvi, ignorei e ele folgou. Ele folgou! Era de propósito!!!)

Quando vocês não estressam quando estão sentados, estressam em pé.

Quando estou sentada quero sentar legal. Ficar confortável.
Não quero ficar preocupada se meu ombro está encostando em algo volumoso ou ficar tentando tirar meu ombro dessa coisa desagradável. (Eu juro que algum dia eu vou capar um. Ou dá um soco pra fazer morrer de dor!)
Você fazem de propósito né?
Só pode ser.
Não se sentem? (Ou se sentem bastante e é exatamente por isso que continuam fazendo isso)

uma vez uma mulher gritou altão no ônibus
- E aí bonzão? Já? Gostou? Dá pra desencostar agora? Vai pro banheiro da tua casa, idiota!

Aaah, mas eu ri tanto!
Deve ter sido um desabafo de todas as mulheres naquele instante.
Deu pra ver todos os homens se afastando.

Quando o ônibus estiver lotado tentem passar direito. Sei lá...
Não precisa se esfregar atrás de ninguém.
Se mulher quisesse isso o último lugar que procuraria era um ônibus.
Parece que é o primeiro lugar que vcs pensam.

Vocês fazem de propósito.
Só pode ser de propósito!
Vocês devem pensar:
-Ah! Vou irritar aquela ali. HAHAHAHA!!!

Vão à merda!

Cansei disso.
No ônibus vcs são um saco!

#desabafo

9 de agosto de 2009

MEDO!

No twitter eu coloquei:


E o @isaacolino respondeu:


Aí eu me preocupei, né? Até pq como vocês já sabem tenho alguns problemas .
E fui procurar sobre dislexia pra ver quais os sintomas.
E vou colocar aqui os que eu mais me identifiquei.

"A Partir dos Sete Anos de Idade:

Inventa, acrescenta ou omite palavras ao ler e ao escrever;

(Se eu não revisasse mil vezes algum post você iriam perceber como isso é forte. Mas mesmo revisando mil vezes vocês vão encontrar muitos erros. É só procurar.
E vocês nunca viram um borrão de alguma redação. E no vestibular gostei tanto da minha redação que acho que minha nota baixíssima deve ter tido algum problema assim. Até porque quando fiz um teste na escola a mulher colocou como observação: inverta os parágrafos.)

Pode omitir, acrescentar, trocar ou inverter a ordem e direção de letras e sílabas;

(Eu faço isso falando! Eu troco coisas. tipo: "quem perou minha piganha?" [quem pegou minha piranha?] e "A prontiza tá pizza!"[A pizza tá pronta])

Esquece aquilo que aprendera muito bem, em poucas horas, dias ou semanas;

(aham. =x)

Desliga-se facilmente, entrando "no mundo da lua";

(Muito. eu fico voando. Uma vez eu tava no ônibus (lugar que eu mais me desligo de tudo).
Aí teve uma batida feia. Uma mulher me cutucou:
-Cara!Tu vistes isso?
E eu: o que?
- uma batida feia ali.
Eu: Fez barulho?
- Claro!
Eu: Mas eu não ouvi.
- Impossível!

Perde-se facilmente no espaço e no tempo; sempre perde e esquece seus pertences;

(já contei aqui no blog alguma coisa parecida)

Tem mudanças bruscas de humor;

(Muito. Perguntem pros que moram comigo)

Não consegue falar se outra pessoa estiver falando ao mesmo tempo em que ele fala;

(Ok. Alguém consegue?)

Tem dificuldades visuais, embora um exame não revele problemas com seus olhos;

(Falaram que minha vista é perfeita. Mas mesmo assim eu leio "OVO" no lugar de "DVD".)

Depende do uso dos dedos para contar, de truques e objetos para calcular;

(Quem não depende? Necessito de truques. tipo o da tabuada do nove.
Olha que legal:

0 9
1 8
2 7
3 6
4 5
5 4
6 3
7 2
8 1
9 0

É muito legal esse. Tem o truque da mão também.)


Sabe contar, mas tem dificuldades em contar objetos e lidar com dinheiro;

(Fato! )

Tem excelente memória de longo prazo, lembrando experiências, filmes, lugares e faces;

(Isso. Lembro muito bem de coisas quando tinha 3... 5 anos...)

Boa memória longa, mas pobre memória imediata, curta e de médio prazo;

(...Mas não lembro o que comi ontem.)

Pensa através de imagem e sentimento, não com o som de palavras;

(Quem é que pensa com som de palavras? Que estranho! Eu penso com imagens. Se eu estudo pra alguma prova- e cai algo que eu estudei- eu vejo na minha cabeça exatamente a página do livro que estava a resposta. Todinha. Totalmente visual. A minha bíblia tem desenhos e minha antiga tinha fotos de paisagens. É muito mais emocionante.)

É extremamente desordenado, seus cadernos e livros são borrados e amassados;

(Eu juro que eu tento. Mas com papéis eu não consigo. Entrem no meu quarto pra vcs verem.)

Forte senso de justiça;

(Total.)


Agora por favor, me digam que esse site tá estranho e que vocês fazem a mesma coisa.
Por favor.

Pois tenho 19 anos e já tá tarde pra começar algum tratamento.
.Obrigada.

Fonte: http://www.dislexia.com.br/sintomas.htm#

Aproveitando...
Siga-me no twitter. É só clicar aqui. =)

6 de agosto de 2009

Serei Designer. Pergunte-me como.

Não sei. Não tenho a mínima idéia.

Ando meio que refletindo sobre meu futuro. To no 6° semestre e to vendo que falta pouco, muito pouco pra que eu me forme. Isso me deixa com ar de "Meu Deus! O que é que eu sei dessa coisa? O que eu vou fazer da vida? Será que eu vou conseguir sobreviver?"

É.
Tá batendo o desespero.

Um dia desses minha mãe disse que eu não gosto do meu curso.
Eu disse:
- Pelo contrário! Gosto tanto que não sei se vou ganhar dinheiro com isso. Encaro como hobby.

Mas nem é tão assim, pra falar a verdade.
No início eu realmente era apaixonada por ele. Mas o tempo passou e hoje eu apenas gosto.
A universidade ajudou a paixão esfriar.

Já tive 3 estágios, todos tiveram um pouco da área que realmente estou.
E eles serviram pra eu pensar e concluir um grande ponto fraco meu: Eu enjoo das coisas.

Eu enjoo de tudo.
Sou uma enjoada!

Não passei mais de 6 meses em nenhum estágio.
veja alguns motivos aqui

Não consigo ficar tanto tempo fazendo a mesma coisa. Até consigo, mas reclamo.
Não gosto de ser mandada. E odeio quando alguém chega comigo pra fazer uma coisa e diz: Tem que fazer assim e assim. É simples e fácil. (Sendo que não é.)
Meu antigo chefe falou isso pra mim e eu respondi:
E tu sabes fazer?

Eu nem pensei. Só saiu.

Não me vejo numa profissão normal. Até que me vejo designer.
Só não tenho saco pra fazer a mesma coisa todo dia.
Pra ser mandada, mandada, mandada e trabalhar o mês todo pra alguém, sendo que em um dia dou mais lucro do que o salário que receberei no fim do mês.

Eu quero fazer algo diferente.
Quero inovar.
Quero ter algo MEU.
Quero fazer as coisas por prazer...

Mas Como?
(Volte ao início)

3 de agosto de 2009

Foi-se o tempo

Foi-se o tempo em que eu ligava a televisão nas férias e via toda a programação que a globo proporcionava.

Foi-se o tempo em que eu brincava na rua de pira pega, pira se esconde, pira alta, sete pecados, polícia e ladrão, garrafão, bandeirinha e etc. Todas no mesmo dia. Desde que voltava da escola até a hora em que meu pai chegava em casa.

Foi-se o tempo em que eu passava a tarde toda na casa da vizinha, conversando, comendo e assistindo novela da SBT, como "a usurpadora" e "camila".

Agora estou eu aqui. Nas férias.
Refletindo que eu poderia estar na casa da vizinha, com uma vida social realmente, ou vendo televisão, ou andando pela rua.
Mas to aqui. Atualizando o blog e lendo tweets alheios.
Enquanto tem gente interessante lá fora.

Foi-se o tempo em que eu torcia pras férias acabarem. E isso 10 dias depois que ficava de férias.
Agora estou aqui lamentando que tenho apenas 1 semana pra voltar e não to com nenhuma vontade.

Foi-se o tempo em que eu pensava "será que tem gente nova na minha sala?"
Agora eu penso: "Quantos será que desistiram do curso?"

Foi-se o tempo em que eu saiu com minha mãe pra comprar caderno novo pra "volta às aulas".
E ficava cheirando as folhas novas.

Hoje, uma semana pra voltar as aulas e nem tenho caderno.

Foi-se o tempo em que eu copiava tudo do quadro, com caneta azul, o texto, e caneta vermelha, o título.

Agora nem levo caderno pra aula.
Só umas folhas A4 e uma agenda.

E empresto caneta.

31 de julho de 2009

Como me conquistar em apenas 1.000 passos

HA!
É brincadeira! ^^
Nem é tanto assim.

Acho que é muita metidez da minha parte fazer um post assim.
mas fazer o que? eu mesma quero saber e listar porque que dizem que sou exigente.

pois é.
Vou mostrar que nem sou tão exigente assim, vai.
Ó:

1. Seja divertido naturalmente
Nada de forçar. Ser natural é bom e dá pra saber quando é.
Pode ser divertido naturalmente tendo um jeito de andar estranho, uma risada esquisita, ou simplesmente falar coisas normais que soam engraçado na minha cabeça.

2. Seja inteligente naturalmente
Não precisa dizer que sabe ou fingir que sabe, é só deixar fluir.
Acho engraçado homem que parece que é burro, mas não é.

3. Seja chato
Mas um chato legal. Eu gosto de ser irritada. Acreditem. Me deixe com raiva e me faça rir.

4. Não me dê apelidos "fofos".
Vou fugir de você.
Só aceito ser chamada de menina, linda e princesa =P
Adoro "minha linda", mas se eu não for sua. Não me chame de minha.

5. Tenha perspectiva de vida.
Eu tenho objetivos, planos e propósitos. Quero alguém com objetivos, planos e propósitos.
Como dois vão andar juntos se não pensam igual?

6. Seja Cristão. (de verdade)
Você pode ter tudo isso citado acima, mas se não tiver esse ponto, não tem como.
na verdade pode até me conquistar, mas nem vai dá certo, o que não é legal.
Porque tem que ser cristão?
Estilo de vida. Princípios.
Eu não acredito muito em homens, sabe? Nesse lance de fidelidade.
Se alguém tem Cristo em sua vida não vai pensar 1º em mim, vai pensar em Deus. O que é ótimo, pq antes de me trair vai pelo menos ter princípios a zelar, e alguém bem maior que eu pra obedecer.

P.S: Esse lance de ser bonito, ter um sorriso perfeito, um sotaque legal, e aquela barba bonitinha...
nem é preciso, mas eu ficaria muuuuito mais feliz se fosse assim.
P.S2: Daqui há algum tempo eu quero ler isso daqui e me chamar de besta.

É isso.
Aceito currículos.
.obrigada.

30 de julho de 2009

Suicidas (análise)

Oi.
Com vocês....
Momento "Talita analisa".

O orkut é uma ferramenta ótima para análise.
Uma vez entrei numa comunidade de "perfil de gente morta", algo assim, e vi duas lá que se mataram.
Não dava pra imaginar o suicídio.

Em ambas, o status tava com uma frase de felicidade e uma carinha de feliz.
E as comunidades não diziam nada que levasse a crer que elas estavam infelizes, ao contrário, eram todas saltitantes e fofas, e com ego nas alturas.
Ok. O orkut não significa a vida da pessoa, mas tudo que tá no orkut é um pouco do que a pessoa é, ou quer tentar passar.

(Eu, por exemplo, só coloco foto depois que passa pelo photoshop.
E pra tentar não mentir mais só entro em comunidades de alguns gostos.)
­
Ok. Nem todo suicida é assim.
Nem sei porque quero falar de suicídio agora.
Só sei de uma coisa: esse assunto me deixa reflexiva.

Não conheço pessoas que se mataram. Ainda bem. Mas eu tenho uma teoria.

O suicida é a pessoa que mais se ama no mundo.
Não sei se a pessoa tem tanto baixo auto estima assim não.
Não acho que todo suicida é depressivo.
Digo que é a pessoa que mais se ama no mundo porque prefere o desconhecido, por assim dizer, a morte, do que continuar com o conhecido pelo jeito que está sofrendo.
Se ama tanto que quer acabar com o sofrimento e não se acha digno de sofrer.
mais do que se ama...
É a pessoa mais egoísta que existe.
A pessoa só pensa em si e prefere acabar com o sofrimento dela a ter que se ver em uma situação desconfortável.
os outros que sofram, que se danem, que se explodam com a falta que deixará, com as dívidas, com os questionamentos, com remorsos ou arrependimentos.
O suicida não pensa em ninguém.
Sendo mais honesta no que quero dizer: O suicida não pensa.

(Desculpa se algum suicida estiver lendo isso aqui e ficar ofendido)

Eu não entendo e acho que o amor somente a si, o egoísmo são a única causa pra alguém ter essa alternativa.

Se algum dia eu morrer misteriosamente e tiverem achando que é suicídio, descartem a possibilidade. imprimam isso e dê como prova.

Sei que esse mundo é um "inferno" mas eu prefiro ele que o inferno verdadeiro.

.Obrigada.

27 de julho de 2009

Papai e Mamãe


Papi e Mami eram amigos.
Papi ia casar. Desistiu faltando uma semana pro casamento.
Mami foi consolar papai.
Papai gostou.
Mami sentiu pena.
Papi deu o bote.

Papi queria namoro.
Mami concordou.
Papi pediu mami em casamento.
Mami aceitou.

E assim ,casados, estão há 24 aninhos ^^ e hoje é o dia de níver do casório!
Ano que vem é Prata! =D

Teka e Riba, Mamãe e Papai. Os melhores que existem. Amo Vocês.
E agradeço à Deus por vocês 2.

Peço perdão pelas minha chatices, teimosias e reclamações.
E eu perdoo vcs por falarem muito =P

Obrigada por me ensinarem o caminho em que devo andar... Não me desviarei dele ;D

Eles confiaram e confiam tanto em mim que sempre me esforcei pra nunca trair essa confiança.
Nunca me proibiram de nada. Sempre acharam que proibição era pior.
Claro que sempre falaram o que achavam, e sempre me alertaram. E acho que oravam muito pra Deus me dá bom senso. E fica tranquila mãe. Ele deu.

Vcs são meu exemplo!
AMO!



Obs: Maninho. Eu tbm te amo. Mesmo tu sendo extremamente chato e irritante

23 de julho de 2009

Coração Duro

Que coisa!
Meu coração tá assim: Duro, inacessível, quase que... impossível. (quase, tá?)
Sério.
Não sei o que aconteceu pra eu ficar assim, insensível, fria.

Faz tempo. Muito tempo pra falar a verdade em que eu realmente me denominei apaixonada.
(Nesse último momento experimentei tantas sensações e confusões que acho que esgotei minha cota.)
Acho que ficar apaixonada não combina mais comigo.
E eu to achando isso até que bom, sabe? Porque pode ser um sinal de que eu estou mais consciente, mais racional, mais madura... (Ou não.)

E estarei mais preparada quando realmente tiver que ser.

"não acordeis nem desperteis o amor, até que ele o queira."
(Cânticos 2:7)

14 de julho de 2009

Diagnóstico

Não gosto de ir ao médico.
Tenho trauma.

Quando criança mami dizia q a gente só ia sair...
É. mas pra fazer exame... de sangue!
Isso me traumatizou.
Quando ela dizia q a gente só ia sair pra se consultar eu logo ligava: exame de sangue.

Quando fiquei mais grandinha e não dava mais pra ir em Pediatra e eu já estava mocinha, ela disse q iríamos ao ginecologista, mas era que nem pediatra.
Mentira!
Fiquei com vergonha e a médica foi super mala, sem graça e chata.
Odiei.
Pediu pra eu fazer exames e qd fui fazer disseram que eu não poderia porque ela não especificou nada.
Fui com uma médica meia boca. Ridícula!

Então, eu não gosto de ir ao médico por causa disso.
mas mesmo assim eu já passei por muitos médicos.
E agora é a minha vez de fazer diagnóstico pra eles!
HA!

Clínico geral: São na maioria gentis. Se for pra querer só fazer "exame de rotina", são perfeitos! Eles não dizem nada, só aconselham médicos de outras áreas. Por isso que eu prefiro eles. (Não quer dizer que eu tenha que ir ao que eles indicam, né?)

Traumatologistas: Eles devem sofrer muito. Fui quando me deu um tumorzinho no cotovelo. o cara me explicou o que era, eu entendi no dia, e me encaminhou pra uma enfermeira (blah! uma super grossa, que me fez chorar! E ainda disse: "Agora que tu tá chorando?" ). Ele foi legal era bonito.

Pediatras: São aqueles que ninguém tem medo de ir. São fofos, contamos a vida toda pra eles. Lembro de duas pediatras excelentes que eu tive. Mami ligava direto pra elas.

Oftalmologista: Lembro de um que disse que minha visão era quase perfeita se não fosse um problema muscular no olho, já que eu enxergo tudo, até as letras mais miúdas que ninguém enxerga, mas eu lagrimo em excesso. Ele me ancaminhou pra um médico de alguma coisa aí. Não fui.
Eles são legais, mas são irritantes.

Otorrinolaringologista: Eles espantam! usam um aparelho muito do estranho. Meio Dr. Pepper. Fui quando tive um problema na garganta, e a mulher foi logo falando: "Será que vai ter que operar?" . Mas nem teve. Só fiz tratamento mesmo.
Eu acho que eu devo ir novamente. Acho que to ficando surda.

Dermatologista: Esses daí são os que mais me deram trabalho.
Fui em um monte pra descobrir um problema que eu tive. umas manchas estranhas.
Um disse que era estresse, outro disse que era psicológico, perguntou se eu tinha problemas, e outra deu jeito.

Cara. Uma vez, eu entrei na sala de um dermatolista e ele tava coçando a bunda. JURO!
E pra piorar, ele parecia o Reginaldo Rossi.

------------------------------------------
Tenho problemas com médicos. Eu sempre espero muito deles.
Sempre imagino como serão e quase nunca me agradam.

Não concordo com médico gordo, ou que fuma. Não entra na minha cabeça isso.
Pra mim médico tinha que ser magro, limpo e divertido. Se der bonito... blz.

Fui ao médico hoje.
E a mulher demorou 2h pra me atender.
Ficou 50 minutos só com uma paciente e eu me estressei com tanta espera.
Chegando lá descobri porque ela demorou tanto tempo. Ela gosta de conversar.
Mas eu não tava afim.

Ela me mediu e disse que eu tenho 1,64m de altura.
"Como isso? Diminuí 3 cm?" - eu disse.
Ela disse que o mais provável é que eu tenha me medido errado da última vez.

Quer saber?
Não confio nela. Ela era gorda!


P.S : não me conformo com 1,64. não sou tão baixinha assim.