oi =}

"Não cobiço nem disputo os teus olhos, não estou sequer à espera que me deixes ver através dos teus olhos, nem sei tão pouco se quero ver o que vêem e do modo como vêem os teus olhos. Nada do que possas ver me levará a ver e a pensar contigo se eu não for capaz de aprender a ver pelos meus olhos e a pensar comigo.
"
(Iniciação - Ademar Santos)

4 de outubro de 2016

Justiça

A balança não criava uma condição mediana e de igualdade, mas de uma relação justa entre partes opostas.
A justiça não é crer no médio ou no médio crer, a justiça não é mediocre.
Não é a ideia de que nós vamos conseguir estabalecer uma realidade em que as coisas sejam exatamente iguais.
A justiça está mais na relação harmoniosa que na ausência de extremidades, ou de situações opostas e conflitantes.
É a pacificação dos diferentes.
A harmonização dos contrários.
É uma consciência de condição.
A justiça não tá focada na pobreza.
Não é a mera TRANSFERÊNCIA de riqueza, mas pretende a CONSCIÊNCIA de riqueza.

Não se faz justiça distribuindo pão, se ao distribuir pão isso não se configurar uma mesa.
Deus não preparou marmita, Deus prepara uma mesa.

O rico não é feliz na sua riqueza e o pobre não é infeliz na sua pobreza.
Ricos e pobres são infelizes porque a riqueza e a pobreza estão fazendo com que eles não se relacionem, não sejam irmãos.

Se toda a riqueza do mundo fosse distruibuída, isso não ia produzir justiça.
Se nós conseguíssemos distribuir toda a riqueza, o que teríamos no fim seria a indiferença.
O mundo ia sossegar na ideia de que não há diferenças e essas diferenças não incomodam.

Porque Deus insiste na pobreza, se Ele é o único que consegue resolver o problema da fome?
Como falar de justiça se ainda temos cautela um com os outros?
Justiça é uma relação concialiada.


"O jejum que desejo não é este: soltar as correntes da injustiça, desatar as cordas do jugo, pôr em liberdade os oprimidos e romper todo jugo?
Não é partilhar sua comida com o faminto, abrigar o pobre desamparado, vestir o nu que você encontrou, e não recusar ajuda ao próximo?
Aí sim, a sua luz irromperá como a alvorada, e prontamente surgirá a sua cura; a sua retidão irá adiante de você, e a glória do Senhor estará na sua retaguarda.
Aí sim, você clamará ao Senhor, e ele responderá; você gritará por socorro, e ele dirá: Aqui estou. "Se você eliminar do seu meio o jugo opressor, o dedo acusador e a falsidade do falar;
se com renúncia própria você beneficiar os famintos e satisfizer o anseio dos aflitos, então a sua luz despontará nas trevas, e a sua noite será como o meio-dia.
O Senhor o guiará constantemente; satisfará os seus desejos numa terra ressequida pelo sol e fortalecerá os seus ossos. Você será como um jardim bem regado, como uma fonte cujas águas nunca faltam.
Isaías 58:6-11


Não. Esse texto não é meu. Ouvi um podcast e retirei algumas partes para formá-lo.
O podcast é o "Missão na Íntegra", sobre justiça e juízo, com Paulo Júnior.
Não concordo com tudo o que foi falado no podcast, até porque nem entendi tudo hahaha, e achei partes estranhas,
mas essas partes iniciais falaram muito comigo e resolvi compartilhar :)





24 de agosto de 2016

Cotidiano 06 - Filosofias

Agora que cheguei na parte "O mundo moderno", no livro de filosofia que estou lendo. Ainda não li sobre Nietzsche, Sartre, Simone de Beauvoir, e Foucault. Mas já passei por Hobbes, Adam Smith, Marx e Peirce.

Acho incrível que quando lemos sobre a história da filosofia, vemos que é ela que acaba dando as orientações para a ciência, política, economia e etc. E essas áreas  conversando fazem trocas e contribuições umas para as outras.

Dessa forma, fica totalmente sem sentido dividirmos, como cristãos,  vida espiritual, de vida profissional, vida acadêmica, ou qualquer outra. Deveríamos, nesse ponto de coerência, aprender mais com as filosofias orientais, que foram por outros rumos.
E dessa forma também fica impossível empurrarem o cristianismo para o campo particular/pessoal, porque nada é tão particular assim.

Todo o mundo é regido por filosofia, e a bíblia sempre nos alertou, "vãs filosofias". Às vezes nem sabemos, mas quando estudamos a história fica óbvio que a partir do momento que não se quer que Deus exista, milhares de mentes trabalham para que assim seja. Nunca o matarão, mas vão levando a Deus para o lado fantasioso, simplesmente particular  e pragmático.
 "- Se funciona pra você, OK. (É isso que a minha filosofia diz, afinal, não existe verdade).
E nós simplesmente dizemos:
"- Sim, funciona pra mim, é assim que creio".
E paramos por aí. Agindo assim concordamos totalmente com a filosofia que contrasta com a nossa fé, ao invés de propagarmos a Verdade e de testemunharmos do Evangelho.

Criticam que a bíblia foi escrita por homens e tem milhares de falhas, é antiga, ultrapassada. Tem falhas, sim, de homens. Não mascara nada. Porém, o mundo em que vivemos tem milhares de bíblias que não são sagradas, escritas por homens que não foram inspirados, que cometeram muitos erros, mas são seguidos por todos.

Temos muita dificuldade de entender muitas coisas na bíblia pois vivemos em um mundo fixado nos conceitos de Aristóteles e ela parece ta mais pro lado de Platão.

Li que Aristóteles considerava as mulheres inferiores e era a favor da escravidão. Ele era uma negação em ética e sociedade, mas a bíblia, pra agradar, precisa dizer cientificamente como o mundo foi criado. Além de ser patriarcal demais pra ser considerada nos dias atuais.

Grandes filósofos erraram em muitos pontos, e mesmo assim, contribuíram significativamente, pela misericórdia, providência, e soberania de Deus, para o mundo em que estamos. Não precisamos ficar nos defendendo como cristãos, só precisamos ser cristãos de fato, até porque é o próprio Deus que faz nascer de novo e dá uma nova mente pra que vivamos longe do mal, mesmo no Mundo.

18 de junho de 2016

Pensamentos aleatórios (04)

Se há algo melhor que assistir filme, é assistir filme comentando nas horas e brechas ideais. Que não sei se vocês sabem, mas são planejadas pelos diretores. Porém são raras e breves, e os telespetadores devem calar-se logo depois. São poucos os que sabem fazer isso. Ao reconhecer uma pessoa que reconhece tal momento, nunca mais a deixe sair da sua vida.

28 de janeiro de 2016

Cotidiano 05 - Só hoje

Tem dias que eu vejo uma velha em pé no ônibus, olho para todos sentados, olho pra mim mesma e penso:
"Desculpa, velhinha, mas SÓ HOJE eu vou ser que nem todo mundo e não vou levantar daqui por nada."

Cansei. Ninguém faz e eu tenho que fazer?

Então penso que o mundo deve tá uma merda devido aos SÓ HOJE de todos.
Essa palavra vicia.

9 de janeiro de 2016

"Continuo" (ou não) atualizada. Versão 2016.



1. Carteira de motorista tirada, mas o trânsito de Belém e suas obras me impedem de dirigir. Esperando dá um ano pra que eu leve apenas multa ao invés de perder a carteira. 

2. Ainda prefiro assistir qualquer outro filme do que filmes de fantasia e ficção científica. Mentira. Musicais e faroeste são bem piores. E quero um BB-8. *-*

3. Netflix me fez uma cristã melhor. Nunca mais baixei filmes e séries. por outro lado, parei de acompanhar algumas por causa disso, mas queria voltar.

4. A curiosidade na verdade está em mim, BUT, sei conviver com ela. Quanto ao drama, a vida fica melhor com ele, só que eu não tenho mais paciência pra ser dramática, muito menos com dramas. Na vida, os filmes são ótimos.

5. Continuo com os podcasts e o Spotify. Nunca mais falei a frase: Essa música me lembra alguém. 

6. Não sei com quantos kg estou, mas tô fazendo exercícios em casa, no momento, não. Mas tô.

7. Já tô melhor no violão, mas ainda não sei fazer pestana direito. F e Bm sem pestana, eu sei. Preciso aprender variações de todos os acordes sem pestana, ou treinar mais pestana rs. Estou com 2 violões (me devolveram), mas um é decorativo.

8. Os cachos voltaram, o loiro tá mais legal, mudei de cabeleireiro.

9. Fui em poucos casamentos, quero ir mais pra guardar coisas deles. Quem for casar, façam brindes legais, pfvr. 

10. Snapchat! Parece tão chato, até que você começa a fazer e a ver o quando você já tá que nem uma idiota falando um monte de coisas que ninguém se importa.

11. Não deu certo. Quero escrever um livro agora. Eu tenho ideias mas depois esqueço, preciso escrever as ideias.

12.  Tô na fase raízes com asas de vez em quando. Quero criar raízes mas não sei ONDE. :(

13. A maturidade tem que chegar, mas ainda me sinto muito tola.

14. Não me vejo trabalhando por toda a minha vida no lugar que estou, ainda quero uma grande ideia.

15. Viajar *-*. Quero viajar com um grupo de amigos. BORA?

16. Tenho testado grupos de pessoas pra saber onde será que Deus quer que eu participe na edificação da igreja. Crianças, acho que não é onde tenho que ficar. Pré-adolescentes eu até gosto, adolescentes eu gosto. Nunca gostei de conviver com muitas mulheres, mas acho que deveria pensar sobre isso.

17. Percebi que as melhores pessoas estão no Viber. Por isso gosto dele.

18.  Acho que preciso provar fígado pra ver se ainda odeio.

19. Tô tão mais tolerante, mais amorosa, mais sensível, mas não sei se isso é tão evidente para os outros. Mas ainda critico, sempre.

20. Acho que preciso recuperar amizades.

21. Viajei com a minha mãe. Foi bem legal. Quero ir para São Paulo, Brasília e algum país da América Latina esse ano, veremos.

22. Prefiro ficar solteira do que estar com um homem bobão,  frouxo ou incrédulo. E pelo jeito...

23. Tô usando creme anti-idade.

24. Deus tem sido bom. Ele sempre é bom.

25. Preciso adquirir coisas minhas.

26. Muito adulta.

Para quem quiser ler a lista de 23 anos:
http://talitalitalita.blogspot.com.br/2013/01/23-anos-ai.html

Para quem quiser ler a lista de 24 anos:
http://talitalitalita.blogspot.com.br/2014/01/continuo-ou-nao-atualizada-versao-2014.html

Para quem quiser ler a lista de 25 anos:
http://talitalitalita.blogspot.com.br/2015/01/continuo-ou-nao-atualizada-versao-2015.html

17 de outubro de 2015

Cotidiano 04 - Grafologia por snap

Era uma noite normal quase como todas as outras, então fui conferir os snaps. Esse excelente app que desmascara que a vida das pessoas não é sempre feliz e vitoriosa, como o Facebook insiste, nem bonita e criativa, como o Instagram quer aparentar, nem reclamação a todo momento, como o Twitter nos mostra. Na verdade, a vida das pessoas é até muito parecida (menos a da Anitta), e as mulheres sempre estão com olheiras (menos as blogueiras de moda), e os gays, ah, os gays são sempre gays.

Quase todos os homens que sigo no snap são gays. Mas eu nem sabia disso.

Mas sim, um deles, que não era gay, falou que sabia um pouco de grafologia e sugeriu que escrevêssemos algo que ele daria uma breve analisada.

Há alguns dias eu tinha comentado que achava interessante isso, então, é claro que peguei um papel e escrevi umas coisas, e mandei pra ele.

Então ele disse, em dez segundos, as seguintes palavras:
- (Com cara de preocupado) Dificuldade de confiar em pessoas. Tão cuidadosa que já perdeu oportunidades por timidez ou medo.

Bom, não é algo tão difícil de se dizer, mas se eu fosse me definir em uma palavra negativa, seria desconfiada, a positiva eu não sei.

Sem nenhuma desconfiança pela pessoa, o que é curioso, não?! Passei umas 2 horas da minha vida lendo sobre grafologia e decepcionada por não ter encontrado nenhum e-book.

Aprendi umas coisas bem legais e já terei conteúdo para conversas estranhas com pessoas que mal conheço, mas quero conhecer.

Que nem naquele dia que eu conhecia um carinha há uns 20 dias e estava do lado dele no ônibus em um silêncio que nem era tão constrangedor e eu disse:
- Deixa eu ler tua mão.

Ele perguntou se eu sabia essas coisas e eu falei que sim. O que é uma mentira. Mas aconteceu uma vez algo parecido com a grafologia, mas não foi no snap, foi num show dos Beatles forever em uma feira do livro. 

14 de outubro de 2015

Cotidiano 03 - O primeiro dia de fato e oficial das férias

O primeiro dia de férias seria uma programação infantil para qual fui convidada a fazer parte e falei "sim" com uma facilidade tão grande que só pode ter sido Deus que falou por mim. Mas o evento foi cancelado. Então, o primeiro dia de fato e oficial de férias começaria muito bem, se fosse um dia normal de trabalho: Tentando fazer uma marca. Só que a marca já estava pensada, só teria que "passar pro computador". O que demorou metade de um dia para ser feito.

Durante isso, recebo uma ligação, uma ligação solicitando um favor, que seria pago. Ou seja, não é favor, é um trabalho. Não tenho problemas em fazer favores, a minha vida é fazer favores, mas tenho problemas em fazer favores, e até coisas pagas, nas férias:
- Eu te pago.
- (O problema não é dinheiro, é que não quero).
Era o que eu queria falar, mas não falei.

Então, depois de alguns minutos, recebo uma mensagem convidando pra participar de uma cantata de Natal. Que ouviram minha voz e canto bem, não posso desperdiçar um talento. Pra dizerem que canto bem devem tá realmente precisando de gente, e isso, sim, deve ser um favor. Mas não gosto de cantata, devo ser uma cristã um pouco inferior pra não gostar de músicas natalinas. Mas é a verdade. Não gosto de músicas natalinas, e acho que não gostaria de cantá-las também.

Reclamei alto de que queria ficar sem fazer nada, nada mesmo, por um instante nas férias. Meu irmão disse que tenho que aprender a dizer "não". Mas dizer "não" é o que mais tenho facilidade pra fazer.
Não gosto, não quero e não vou fazer muitas coisas. Ah! Mas como amo ser útil.

5 de outubro de 2015

Cotidiano 02 - O casaquinho preto

- Mãe, a senhora viu meu casaquinho preto?
- Aquele cinza?
- O casaquinho preto.
- Aquele cinza escuro?
- O casaquinho preto.
- Não sei do que tu estás falando.
- (silêncio)
- Ah! Não, tem que procurar.

Não adianta.
Ninguém vai poder realmente te ajudar se só tu sabes o que procuras.