oi =}

"Não cobiço nem disputo os teus olhos, não estou sequer à espera que me deixes ver através dos teus olhos, nem sei tão pouco se quero ver o que vêem e do modo como vêem os teus olhos. Nada do que possas ver me levará a ver e a pensar contigo se eu não for capaz de aprender a ver pelos meus olhos e a pensar comigo.
"
(Iniciação - Ademar Santos)

13 de maio de 2010

Na ficção é melhor.

"- Mesmo se chegasse um meteoro na Terra... e tivesse vindo alucinadamente na sua direção, eu me jogaria na frente para te defender... e, obviamente, não adiantaria nada, né? Acho que isso resume.
 [...]

- Então tá. E agora?
- Agora é o resto das nossas vidas."


Eu queria a cena depois dos créditos.


"Pois é, não deu. 
Deixa assim como está, sereno.
Pois é de Deus tudo aquilo que não se pode ver.
E ao amanhã a gente não diz, e ao coração que teima em bater
avisa que é de se entregar o viver.


Pois é..."

Um comentário:

Leu? Já fez o mais difícil! Agora comenta, vai! =)